Joias sob medida – Isabella Blanco

Vocês já sabem que eu adoro as “joias com história” da Isabella Blanco, né? Vivo postando! São sempre criadas com itens garimpados em feiras e antiquários mundo afora e por isso são tão especiais.

O trabalho da Isa é tão legal que não para por aí. Ela tem um serviço de customização de peças que eu acho o máximo! Uma super ideia para dar uma repaginada naquele item de família que você herdou, mas não sabe como usar ou uma peça antiga que precisa de cuidados ou mesmo algum elemento mais poderoso para trazer vida a ela.

Como funciona este serviço? A cliente leva ao ateliê a peça que deseja transformar para que ela faça estudos de viabilidade, pensando não apenas em custos, como também no design, que tem que ser obrigatoriamente ergonômico e harmônico, ao mesmo tempo. Logo após, um orçamento é apresentado e aprovado pela cliente.

Eu já comprei várias coisas em minhas viagens que viraram joias lindas pelas mãos da Isabella – colher de prata que virou um item da coleção Caviar, um pingentes Art Nouveau e Art Déco que ganharam pedras lindas, perfumeiro… A lista é grande! Por isso tive a ideia de fazer um post mostrando alguns dos trabalhos que ela já desenvolveu. Separei 3 cases, vamos lá:


1 – O pente que virou colar

Neste caso específico, trata-se de um pente de celulóide art déco, anos 1920/1930 que havia pertencido à avó da cliente, mas que necessitava de alguns restauros. Além disso, a peça era muito grande, inviável de ser usada como joia.

Depois de análises e estudos, determinei os cortes da peça e a combinação da pedra. Primeiramente, serrei os dentes e as laterais do pente para que se tornasse mais confortável no colo da cliente, e escolhi o lápis lázuli em lapidação cabochon, pois era um tipo de lapidação muito popular na época. Além disso, o lápis lázuli era uma das pedras favoritas da cliente. Sempre que penso num desenho a partir de um item de época, procuro utilizar os mesmos tipos de lapidação do período, cor de metal entre outras particularidade, para que o desenho final não se transforme numa mistura excessiva de estilos.

Depois, juntamente com o ourives, serrei o pente e concluimos as partes que necessitariam de restauro.

Escolhemos a prata com banho de ouro para a montagem da joia e corrente ao estilo Cartier, com elos retangulares, combinando com o desenho art déco do pente.

Um ponto que costumo sempre valorizar e que me diferencia de outros designers,  é que, enquanto os outros profissionais apenas utilizam o material de uma joia antiga, derretendo a peça e não se preocupando em preservar a historia da mesma, eu tento, ao máximo, eternizar a joia antiga através de num design contemporâneo. Odeio derreter joias antigas! E, em quase 99% dos casos, consigo preservar a peça original e o valor emocional que o item encerra.


2 – O camafeu da avó

Este camafeu era da minha avó e eu queria transformá-lo em algo moderno e statementEntão, criei pra mim mesma um máxi colar usando contas geométricas de lápis lazuli do Afeganistão. 

Pense no contraste das facetas angulosas das contas com a delicadeza do camafeu; ficou super atual, né?

O grande desafio era o passante do pingente: depois de confabular com o ourives, decidimos fazer uma espécie de “gaiola” quadrada para conter a maior conta de lápis. Pra você ver que a customização de joias é muito mais do que “derreter metal e reaproveita-lo num novo design. Muitas vezes soluções técnicas são requeridas.

Sendo tira-e-põe, o pingente também pode ser usado com correntes de ouro ou fita de veludo. E o colar, pode ser usado sozinho ou com outros pingente. Voilá!


Case 3 – Botões no décor

O cliente possuía alguns botões antigos de sua mãe e gostaria de fazer uma “penca”, algo para pendurar numa maçaneta de sua casa ou decorar um cantinho de sua sala.

Depois de um estudo dos botões de bakelite – um deles bem especial, com um lagarto em relevo, provavelmente anos 1930/1940 – resolvi utilizar lavas vulcânicas em tonalidade marrom e prata com banho de ouro amarelo 18k para a montagem.

Mas, com apenas três botões, concluí  que  a “penca” ficaria pobre. Por isso, acrescentei dois quartzos rutilados e uma gota de prata escovada. A mistura do bakelite com o quartzo resultou num mix agradável para os olhos e deu o toque moderno aos botões de época.

Demais, não? Se você se interessou, entre em contato com eles pelo email [email protected] ou Whatsapp – 11 99483 4492.

1 comentário COMENTE TAMBÉM

Que peças lindas *-* Eu estou louquinha por um camafeu faz tempo e essa ideia de transformar a peça foi fantástica.
Tudo lindo e de bom gosto!

Poesia em Transe

Comentários fechados.